Logon
Blog

Relactação: entenda como funciona a técnica para voltar a amamentar

Usada para estimular a retomada da produção de leite, o método ajuda muitas mamães na amamentação.

​​​Quando o bebê nasce e, por algum motivo, há a interrupção da amamentação, algumas mães podem ter dificuldade para manter a produção de leite materno. A fim de resolver esse problema, é possível utilizar a relactação, uma estratégia para ajudar a estimular da produção de leite humano.

Neste texto, a Dra. Sandi Sato, pediatra e gerente médica da Maternidade Brasília, nos ajuda a entender um pouco mais sobre o tema e sua importância para o aleitamento materno.

O que é e para que serve a relactação?

A relactação é empregada para possibilitar a alimentação do bebê quando a amamentação não pôde ser realizada inicialmente. “É o caso dos bebês prematuros, que não puderam ser amamentados logo ao nascimento", explica a médica. Outra indicação é para quando, por questões de saúde, as mães tiveram  que parar de amamentar.

Esse processo de relactação tem objetivos específicos (“relactar" é um termo utilizado para mulheres que já amamentaram e/ou produziram leite em algum momento da vida e querem voltar a produzir leite para alimentar o bebê) e também um período com começo, meio e fim. O sucesso do tratamento fica comprovado no momento em que a mãe começa a produzir qualquer quantidade de leite, podendo, assim, diminuir a alimentação do filho com o leite usado anteriormente, seja do banco de leite, seja por meio de fórmulas.


Qual a diferença entre translactação e relactação?

A diferença entre translactação e relactação é que a translactação é uma das técnicas a serem utilizadas para a relactação. É uma forma de estimular a sucção do seio e, consequentemente, a produção de leite materno.


Como funciona a relactação?

A Dra. Sandi detalha que, depois de uma avaliação clínica e de histórico de amamentação, são definidos modos de estimular a amamentação que incluem incitação à sucção e à produção de leite materno.


Quanto tempo demora a relactação?

Não há como precisar quanto tempo levará a relactação. “Depende de vários fatores, como aceitação do bebê em sugar o seio materno, qualidade dessa sucção e a resposta do organismo da mãe", esclarece a pediatra.


Quando a relactação não é indicada?

A técnica de relactação, por si só, não apresenta contraindicações. Portanto, só não pode ser utilizada caso a mamãe e/ou o bebê tenham contraindicação para a amamentação.


 Que profissional devo procurar para fazer o procedimento?

Sabemos que a amamentação é sempre um desafio. Por isso, o Agosto Dourado – campanha de incentivo à amamentação –, entre outras funções, esclarece que é possível usufruir de ajuda especializada. Com esse intuito, as mamães podem contar com o apoio do Banco de Leite da Maternidade Brasília, que tem profissionais prontos para oferecer orientação presencial ou por telefone sobre como amamentar seu bebê, além de tirar todas as dúvidas que possam surgir nesse período. Estamos à disposição, vocês não estão sozinhas! 

A Maternidade Brasília e o Banco de Leite da Maternidade Brasília estão prontos para o atendimento, por telefone, das mães que estão amamentando ou que querem fazer sua doação de leite. Entrem em contato pelo número (61) 2196-5318.

Veja mais