Logon
Blog

Parto empelicado: saiba o que é e como acontece

O parto empelicado, caracterizado pelo não rompimento da bolsa amniótica durante o parto, é bastante raro. Entenda como acontece. 

​​Agendar Consulta​
​​​

Você já ouviu falar no chamado parto empelicado? Essa é uma situação rara e é caracterizada pela bolsa amniótica que não é rompida, mas que não impede que o parto aconteça normalmente.

Na grande maioria das vezes, o sinal da chegada da hora do parto é o rompimento dessa bolsa. Em alguns casos, ela não se rompe nas primeiras contrações ou até mesmo o bebê nasce com ela intacta.

Entenda, neste blog, o que é parto empelicado, quais são seus benefícios para o bebê e quais circunstâncias favorecem esse acontecimento. Quem explica o assunto é o Dr. Victor Campello, ginecologista e obstetra da Maternidade Brasília. Confira.


O que é parto empelicado?

O parto empelicado é quando um bebê, ao nascer, ainda está envolvido pelo saco amniótico, que permanece intacto até esse momento, ou seja, quando a bolsa não se rompe antes e o neném nasce envolto nesse saco de líquido amniótico.

Essa condição é bastante rara e pode ocorrer em qualquer idade gestacional, no entanto, é mais comum em partos prematuros. Isso acontece porque, nessas situações, o tamanho do saco amniótico, por ser menor, passa com mais facilidade pelo canal vaginal.

Esse tipo de ocorrência não oferece nenhum risco ao bebê. Na verdade, em diversos casos, pode até trazer benefícios, dos quais falaremos no item a seguir.


Quais são os benefícios do parto empelicado para o bebê?

O parto empelicado pode beneficiar o bebê em alguns sentidos, veja os principais: proteger o bebê prematuro de fraturas, traumas e hematomas no parto e impedir que o vírus HIV seja transmitido de mãe soropositiva para o filho.

No entanto, é muito difícil esse tipo de parto conseguir ser programado; ele acontece, na grande maioria das vezes, espontaneamente.


O que acontece após o parto empelicado?

Durante o período em que o bebê fica dentro do saco amniótico, ele permanece recebendo os nutrientes e oxigênio que chegam por meio do cordão umbilical, sem nenhum risco. Logo depois, ele é retirado da bolsa.

No parto normal, mais comumente, o bebê passa pelo canal de parto; nesse momento, o líquido amniótico sai de forma natural para o bebê respirar. Já em uma cesárea e também no parto empelicado, normalmente, o médico usa um tubo bem fino para aspirar o líquido do nariz e dos pulmões do bebê. Além disso, o médico faz uma pequena incisão na bolsa amniótica do parto empelicado para removê-la e permitir que o recém-nascido respire.


Quais são as condições favoráveis para o parto empelicado?

Algumas condições podem ajudar o acontecimento de um parto empelicado. Veja as principais:

●      nascimento de bebês prematuros;

●      parto natural sem intervenção;

●      parto gemelar;

●      cesariana de bebê muito prematuro.

É possível prever o parto empelicado por meio de exames?

Conforme explica o Dr. Victor Campello, “não existe um exame que possa identificar o parto empelicado, só mesmo no momento do parto é possível saber".


Maternidade Brasília

O acompanhamento pré-natal criterioso e individualizado é fundamental para uma gestação segura.

A Maternidade Brasília oferece, nos Consultórios Médicos Brasília, atendimento multidisciplinar para acompanhamento pré-natal que vai desde ginecologia e obstetrícia até medicina materno-fetal, com assistência detalhada do desenvolvimento do bebê durante a gestação.

​​Agendar Consulta​

Veja mais