Logon
Blog

Pai de primeira viagem: dicas para você que terá seu primeiro filho

Cada vez mais, os papais têm se envolvido em todas as etapas da gestação e dos cuidados com o bebê e com a mamãe.

A chegada de um bebê na família é uma emoção que contagia a todos, além de ser uma nova rotina na casa. Quando os pais são de primeira viagem, muitas são as novidades, e aprender como agir nesse momento da vida é um desafio que envolve tanto a mãe como o pai. Aliás, a participação do pai é muito importante e faz toda a diferença.

Várias são as formas para que sua participação seja um tempo de crescimento dos laços entre você e seu filho, como ter uma presença efetiva em toda a rotina do bebê, trocar fraldas, levar o bebê para o banho de sol, dar banho ou colocar para arrotar depois que ele mamar. 

Veja como fazer parte do desenvolvimento do seu filho.

Converse com o bebê e acompanhe a gestação de perto

Isso mesmo. Segundo o dr. Matheus Beleza, coordenador do setor de Medicina Materno-fetal da Maternidade Brasília, estudos apontam que, a partir de 16 semanas de gestação, o bebê já pode “ouvir" a voz do papai e da mamãe. “Como nessa idade gestacional os pais ainda não conseguiriam sentir se o bebê realmente está mexendo ou interagindo, fica a ideia de que já se pode ir conversando porque ele vai ouvir, mas sem saber o que está acontecendo lá dentro", acrescenta o médico. Isso porque o bebê só responderá com movimentos aos estímulos externos, como a voz do papai, por exemplo, a partir de 26 semanas. 

Dizemos que não é apenas a mulher que engravida, mas sim o casal. A experiência de acompanhar o desenvolvimento do bebê, estando presente, sempre que possível, nas consultas do pré-natal e nos exames, faz com que a família vá se envolvendo cada vez mais na valiosa missão de cuidar um do outro. Além disso, nas consultas de pré-natal, o papai pode tirar todas as dúvidas com o obstetra e sentir mais segurança para enfrentar essa fase. 

 Mantenha o ambiente tranquilo

A gestação é uma fase de muita oscilação hormonal no corpo da mulher. Isso pode refletir em momentos de instabilidade emocional. O papel do companheiro ou pai da criança, nesta etapa, é fundamental para que essas situações sejam amenizadas. Paciência, carinho e companheirismo são essenciais para fazer deste momento inesquecível uma experiência leve e divertida para todos. 

Envolva-se desde o primeiro dia 

Como o primeiro mês de vida do neném é tempo de aprendizado para toda a família, a construção tanto da maternidade como da paternidade acontece no dia a dia. Além de um envolvimento emocional, é requerida também bastante energia física para lidar com os novos horários de sono, a amamentação, o banho, entre tantas atividades, precisando, então, ter disposição. Por isso, o pai é peça fundamental na rotina e, embora, na maioria dos casos, precise voltar ao trabalho externo um pouco antes, sua atuação em toda a rotina é essencial. 

Cuidados essenciais do pai com o bebê 

Uma relevante informação para que a participação do pai não seja tímida é o fato de que todos ali estão aprendendo juntos, como ser mãe e pai. A prática é que dá experiência; assim, nada melhor do que pôr a mão na massa: trocar fraldas sem fazer distinção, colocar o bebê para dormir, fazer massagens quando o bebê tiver cólica, tudo isso vai fazer com que os dois aprendam em conjunto. 

Mesmo que precise voltar ao trabalho externo, dedique tempo ao filho antes de sair de casa, no retorno e nos finais de semana. Vale a pena dar uma volta com ele pelo quintal, cantar, conversar, ler uma historinha. Tudo isso acalma e cria vínculos de afeto e de amizade. É crucial também saber que o pai e a mãe têm formas diferentes de interagir com o filho, mas todas são benéficas ao seu desenvolvimento. 

 Responsabilidades antes e depois do parto 

A jornada de ser pai começa antes mesmo do nascimento do filho, a princípio no acompanhamento do pré-natal e das consultas médicas da mãe. Além de pesquisar sobre o desenvolvimento de um bebê, suas necessidades, conversar com amigos, é necessário que, quando ele nascer, o pai esteja ao lado e veja diariamente o que ele precisa à medida que seu bebê vai crescendo.

Quais erros de principiante evitar? 

Pensar em fazer tudo certo parece ser uma meta irreal, afinal, os marinheiros de primeira viagem ainda estão se acostumando com todas as novidades. Errar também faz parte, mas existem maneiras de transformar esse tempo de aprendizado em algo mais produtivo e seguro; por isso, confira como evitar os principais deslizes que os pais novatos correm o risco de cometer. 

Deixar o cuidado pessoal em segundo plano 

Tanto mães como pais tendem a deixar de lado o cuidado pessoal devido ao grande empenho em cuidar do bebê. Claro, é uma demanda nova e muito trabalhosa, sabemos, mas, mesmo assim, é preciso atenção aos cuidados com a alimentação, as atividades físicas e o emocional. Aos pouquinhos, encaixe esse zelo pessoal à recente rotina e peça ajuda a alguém de confiança se julgar necessário. 

Ficar preocupado demais 

A principal mensagem para os pais de primeira viagem é: não fique preocupado demais. Com toda a novidade desse período, o choro do bebê pode assustar, já que não sabemos o que ele quer dizer. Os pais costumam ficar mais nervosos para solucionar o choro, mas, calma, as causas podem ser desde fome até um desconforto. Portanto, verifique o motivo e busque solucionar, sem deixar a atenção à saúde dele de lado e achar que tudo pode ser algo grave. Existem ocasiões em que um breve passeio ou, até mesmo um bate papo com o filho é o suficiente para acalmá-lo.  

Regras inflexíveis na rotina 

Sabemos que uma rotina bem organizada contribui para que os filhos se sintam seguros para crescer. No entanto, rotinas muito rígidas podem também transformar o ambiente em lugar tenso, até porque, nos primeiros meses do bebê, o horário de sono e de alimentação pode variar, já que ainda está em fase de adaptação. Por esse motivo, ter um pouco de flexibilidade até ajustar a rotina irá tornar a casa mais agradável e como menos frustrações. 

Comparar sua rotina de pai com a de outros pais 

Cada família tem suas particularidades, e o crescimento do seu filho terá suas próprias características. Evite comparar o desenvolvimento dele com o dos demais, entrando numa disputa desnecessária. Para saber sobre o crescimento saudável do seu filho, é mais importante a avaliação de um médico, que pode entender o ritmo de crescimento dele e perceber se está tudo bem com a saúde. 

Prepare-se com a ajuda de profissionais

Na Maternidade Brasília, oferecemos o Curso de Gestante on-line para auxiliar as famílias neste momento tão importante. É cada vez maior o número de papais que participam da atividade, o que lhes permite receber valiosas dicas para pais de primeira viagem se ambientarem com essa nova realidade. 


​​Para se inscrever na próxima turma a​cesse aqui​


​ 


Veja mais