Logon
Blog

Introdução alimentar: quando começar, fases e dicas

A introdução alimentar tem um importante papel no desenvolvimento e nutrição do bebê nos primeiros anos de vida, podendo impactar até mesmo na vida adulta.

​​​

A introdução alimentar é um passo importante no desenvolvimento de um bebê, pois marca a transição da alimentação exclusivamente baseada em leite materno ou fórmula para a inclusão de alimentos sólidos e variados na dieta do bebê.

Ao realizar uma introdução alimentar adequada desempenha um papel fundamental no crescimento, no desenvolvimento cognitivo e motor, na formação de hábitos alimentares saudáveis e na prevenção de deficiências nutricionais.


O que é a introdução alimentar?

A introdução alimentar é o momento em que o bebê deixa de se alimentar exclusivamente de leite materno ou fórmula infantil e começa a incorporar outros alimentos em sua dieta, como frutas, cereais, tubérculos, vegetais, leguminosas e proteínas. Essa introdução começa aos seis meses de idade.


Qual a importância da introdução alimentar?

Entre alguns dos principais benefícios da introdução alimentar estão: ​

  • Nutrientes adicionais;
  • Desenvolvimento das habilidades de mastigação e deglutição;
  • Expansão do paladar;
  • Prevenção de alergias alimentares;
  • Formação de hábitos alimentares saudáveis.

 

No entanto, é fundamental que a introdução alimentar seja feita de forma gradual, respeitando o desenvolvimento individual da criança e seguindo as orientações do pediatra. Cada bebê é único, e a introdução alimentar deve ser adaptada às suas necessidades e capacidades específicas.


O que é o método BLW?

A expressão "BLW" é uma sigla para "baby led-weaning" ou "desmame guiado pelo bebê". O BLW é baseado na autonomia da criança e na sua capacidade inata de se alimentar. Os alimentos são oferecidos em consistência e tamanho adequados para que o bebê possa comer com as próprias mãos. O foco principal é a exploração de diferentes texturas, cores, sabores e aromas para estimular todos os sentidos. Gradualmente, de forma instintiva, o bebê estabelece quando, quanto e em qual ritmo comer.

Nesse método, as mães, os pais e os cuidadores devem deixar de lado as colheres e assumir o papel de mediadores no lugar de alimentadores. Como mediadores, eles devem prestar atenção aos sinais do bebê, oferecer alimentos saudáveis, variados e seguros, e criar um ambiente apropriado para esse momento, que deve ser agradável e de muitas descobertas.


Quando iniciar a introdução alimentar?

Conforme a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria, a introdução de alimentos na alimentação do bebê deve ser iniciada a partir dos 6 meses de idade, uma vez que o leite materno ou a fórmula infantil fornecem todos os nutrientes necessários até essa idade.

 

Aos 6 meses, é recomendado que o bebê comece a consumir uma papa de frutas frescas nos lanches da manhã e da tarde, além de uma papa de cereais ou tubérculos, vegetais, leguminosas e proteínas no almoço ou jantar. É importante conhecer quais alimentos incluir durante a introdução alimentar do bebê.

 

É fundamental que os alimentos sejam oferecidos separadamente no prato, amassados com um garfo ou em pedaços pequenos, evitando o uso de liquidificador ou mixer, para auxiliar no desenvolvimento da mastigação e na identificação de diferentes sabores e texturas.

 

É recomendado aguardar até os 6 meses de idade para iniciar a introdução alimentar na dieta do bebê. Fazer isso antes dessa idade pode aumentar o risco de infecções intestinais e também pode desencadear alergias ou intolerâncias alimentares, uma vez que o sistema imunológico e o processo de digestão ainda estão em desenvolvimento. É importante respeitar essa recomendação para garantir a saúde e o bem-estar do bebê durante essa fase de transição alimentar.


Quais são as fases?

As fases da introdução alimentar acontecem de acordo com os meses. Veja:

Seis meses - é recomendado iniciar a introdução de outros alimentos na dieta do bebê. Tubérculos, carnes, cereais, leguminosas, frutas e legumes podem ser adicionados em forma de papa ou amassados com o garfo.

Sete meses - a rotina alimentar permanece quase a mesma, apenas com a adição das papas também no jantar, nas duas refeições principais do bebê.​

Oito meses - quando os dentinhos começam a surgir, é recomendado gradativamente oferecer alimentos menos amassados. A alimentação do bebê vai se aproximando gradativamente da alimentação da família, com os alimentos sendo menos amassados ao longo do tempo.

 

Aos 12 meses - o bebê está pronto para seguir as refeições da família, desde que sejam mantidas as práticas saudáveis de alimentação.


Quando interromper o aleitamento?

É fundamental entender que a continuidade do leite materno ou das fórmulas infantis nutricionais são de suma importância para o desenvolvimento do bebê. O recomendado é que o aleitamento permaneça até os dois anos de idade ou mais.

 

O que evitar durante a introdução alimentar?

Durante a introdução alimentar, é importante evitar certos alimentos, como refrigerantes, produtos industrializados, doces e chocolates. Além disso, a adição de sal ou açúcar nas preparações deve ser evitada, pois isso pode contribuir para o desenvolvimento de hábitos alimentares inadequados e aumentar o risco de doenças como diabetes e obesidade. É fundamental conhecer quais alimentos não devem ser oferecidos aos bebês.

 

Devido ao sistema digestivo do bebê ainda estar em desenvolvimento, alguns alimentos, como gelatinas e sucos industrializados, devem ser evitados, pois podem causar alergias ou intolerâncias alimentares. É importante saber como identificar alergias alimentares no bebê.

 

O mel também não é recomendado para bebês com menos de 2 anos, pois pode conter a bactéria Clostridium botulinum, causadora do botulismo, uma infecção intestinal grave que pode afetar o sistema nervoso e causar paralisia muscular, inclusive dos músculos respiratórios.

 

Além disso, o consumo de sal não é indicado, pois os órgãos do bebê ainda estão em desenvolvimento e o sal em excesso pode sobrecarregar os rins, causando complicações para o bebê.

 ​

Maternidade Brasília

Para saber como começar essa fase de introdução alimentar do bebê, consulte um nutricionista ou pediatra, esses profissionais poderão esclarecer suas dúvidas, fornecer recomendações valiosas e garantir um apoio essencial durante esse período tão importante da vida do seu filho.​

Você pode agendar sua consulta com um de nossos especialistas ligando no número 4020-0057.

 

​​

Veja mais