Logon
Blog

Incontinência urinária: entenda as causas do problema e conheça os tratamentos

A incontinência urinária é uma condição que se caracteriza pela perda involuntária de urina.

incontinencia urinaria

​​​​Agendar Consulta​

A incontinência urinária é uma condição que se caracteriza pela perda involuntária de urina. É um problema que acomete mais de 70 milhões de mulheres no mundo todo –embora possa ocorrer em homens também e que interfere de forma significativa na qualidade de vida dos pacientes. Continue a leitura para saber mais sobre o problema e como ele é tratado. 


 

O que é a incontinência urinária? 


A incontinência urinária é caracterizada pela perda involuntária de urina, podendo ocorrer em diversas situações e com intensidades variadas. Ela pode afetar pessoas de todas as idades, mas é mais comum em mulheres especialmente acima dos 50 anos. 

Causas da incontinência urinária ​​


As causas da incontinência urinária são diversas e incluem: 

  • Enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico (causado por traumas como o parto, por exemplo); 
  • Envelhecimento (que provoca perda de massa muscular e consequente enfraquecimento do assoalho pélvico); 
  • Gestação; 
  • Lesões neurológicas;  
  • Obesidade; 
  • Diabetes; 
  • Doenças genéticas de colágeno que predispõem à fragilidade das fáscias (estruturas que sustenta a pelve). 

Incontinência urinária na gravidez 


A incontinência urinária é uma condição bastante comum durante a gravidez, seja pelos hormônios próprios da gestação, seja pelo aumento da pressão abdominal devido ao peso do bebê sobre a musculatura perineal.  

Os hormônios da gravidez também podem provocar uma frouxidão dos ligamentos pélvicos, o que aumenta o risco de incontinência. Mas, na imensa maioria das vezes, é uma condição transitória que regride após o nascimento do bebê.  

Tipos de incontinência urinária 


Existem diversos tipos de incontinência urinária, destacando-se três tipos: 

De esforço: quando há perda de urina em atividades que necessitem da pressão sobre o assoalho pélvico, como tossir, espirrar, rir e praticar atividade física.  

De urgência: quando há súbita vontade de urinar e a pessoa não consegue chegar a tempo no banheiro (ocorre quando há contração do músculo da bexiga no momento em que ele deveria estar em repouso). 

Mista: combina características dos dois tipos e há maior ocorrência em pacientes idosos, diabéticos ou com lesões na coluna. 

Sintomas 


Os sintomas da incontinência urinária incluem a perda de urina ao tossir, espirrar, rir ou durante atividades físicas (nos casos de incontinência de esforço) ou urgência repentina de urinar (na incontinência de urgência). Em casos mais graves, a incontinência pode ocorrer de forma insensível. 

Quando procurar por um médico? 


É importante dizer que a incontinência urinária não deve ser encarada como um problema de saúde normal do envelhecimento. Aos primeiros sintomas da doença, um uroginecologista ou urologista deve ser consultado.  

Vale dizer que o tratamento realizado de forma precoce ajuda a prevenir o agravamento da doença. 

Formas de tratamento para incontinência urinária 


O tratamento da incontinência urinária consiste inicialmente em sessões de fisioterapia para o assoalho pélvico o que inclui exercícios de fortalecimento dos músculos perineais para evitar os escapes. 

Em outros casos, pode ser necessário o uso de medicamentos relaxantes da musculatura da bexiga para ajudar a “segurar” a eliminação da urina. Em casos mais avançados da incontinência de urgência, pode ser necessário o uso de toxina botulínica na bexiga. 

Pacientes com incontinência urinária de esforço sem resposta à fisioterapia podem precisar de cirurgia para correção do problema. Em alguns casos selecionados, pode ser necessário até o uso de um neuromodulador na coluna para ajudar a controlar o estímulo de urinar. 

Infecção urinária causa incontinência? 


Não. Durante um período de infecção urinária (ou cistite) problema que ocorre em 50% das mulheres, de acordo com a SBU (Sociedade Brasileira de Urologia), os sintomas de urgência em urinar podem estar presentes e serem confundidos com a incontinência. Mas a infecção urinária em si não aumenta a incidência do problema.  

No entanto, são condições diferentes e que devem ser diagnosticadas e tratadas por um médico especialista. 

O uroginecologista e o urologista são os médicos especializados na incontinência e podem sugerir o melhor tratamento de cada caso.

​​

Veja mais