Logon
Blog

Hiperêmese gravídica: causas e como aliviar os enjoos na gravidez

A hiperêmese gravídica pode gerar vômitos persistentes, perda importante de peso, boca seca, entre outros sintomas. Esse quadro requer internação hospitala

​​​​​Agendar Consulta​
​​​​

Náuseas e vômitos são sintomas comuns que acometem a maioria das gestantes no início da gravidez. Esse quadro é chamado de emese gravídica. Quando os sintomas são mais intensos, persistentes e não melhoram com remédios clínicos, configura-se a hiperêmese gravídica

Essa condição pode surgir devido a alterações hormonais que ocorrem durante a gestação e requer internação hospitalar, além de levar a uma piora importante do estado clínico da paciente.  

Hiperêmese gravídica: o que é?  

A hiperêmese gravídica é uma forma grave da emese gravídica, sendo esta caracterizada pela presença de náuseas e vômitos durante as primeiras semanas de gestação. 

Na hiperêmese gravídica, tais sintomas são persistentes, sem melhora com medidas de suporte, tornando necessário recorrer à internação hospitalar para melhor tratamento clínico.  

Sintomas de hiperêmese gravídica  

Pacientes com hiperêmese gravídica podem apresentar: 

  • Vômitos incoercíveis e persistentes; 
  • Perda importante de peso; 
  • Boca seca; 
  • Sensação de mal-estar; 
  • Desidratação; 
  • Taquicardia; 
  • Hipotensão arterial. 

Quais são as causas da hiperêmese gravídica?  

São várias as mudanças hormonais que acontecem durante o período gestacional. Uma delas está relacionada ao hormônio beta HCG, produzido pela placenta. 

Geralmente, essa é a principal causa da hiperêmese gravídica: a rápida elevação na produção do beta HCG. 

Diagnóstico  

O diagnóstico da hiperêmese gravídica é clínico. A paciente deve procurar atendimento médico para que haja uma avaliação rigorosa e seja fornecido um tratamento adequado. 

É importante que a gestante consiga mencionar o período de início, a duração e a intensidade dos sintomas, além de informar ao obstetra quais medicações foram utilizadas e quais repercussões a hiperêmese gravídica vem trazendo a seu bem-estar. 

Para que o médico avalie tais repercussões, investigue se há outras patologias associadas e defina o melhor tratamento, é preciso realizar alguns exames laboratoriais. São eles:  

  • Hemograma; 
  • Testes de função renal; 
  • Testes de função hepática; 
  • Exames de tireoide; 
  • Exames de urina. 

Como aliviar os sintomas da hiperêmese gravídica?  

É fundamental que cada gestante siga as orientações fornecidas pelo seu médico obstetra.  

Mas, de forma geral, há duas medidas que podem auxiliar a amenizar os sintomas da hiperêmese gravídica: 

Alimentação saudável, em pequenas porções e em curtos períodos de tempo; 

Ingestão de líquidos (preferencialmente após, e não durante, as refeições). 

Formas de tratamento  

Como a hiperêmese gravídica é um quadro grave, persistente e sem melhora com medicações orais, a internação hospitalar é indicada. Nesses casos, a paciente recebe hidratação venosa, por meio de soro e reposição de eletrólitos, e medicações endovenosas.  

A depender da situação, a dieta oral pode ser suspensa por pelo menos 24 horas ou a gestante pode receber dieta parenteral (via intravenosa). 

Também é preciso controlar diariamente o peso e monitorar a quantidade de urina eliminada. 

E, em situações mais extremas, a psicoterapia pode ser recomendada — sendo fundamental o apoio familiar e social para ajudar a gestante a sair desse quadro.

​​​​​Agendar Consulta​​


Veja mais