Logon
Blog

Doação de Leite Materno: saiba como é feita

Você sabia que é possível fazer a doação de leite materno? Saiba quem pode doar e como funciona.


Em alguns casos, o bebê que nasce prematuro não consegue mamar no peito da mamãe nos primeiros dias de vida. Entre os motivos que podem fazer com que isso aconteça estão a fragilidade desse bebê ou até mesmo a demora do leite da mãe começar a aparecer. ​

O leite materno é considerado o alimento “padrão ouro" para um recém-nascido, de extrema importância, tanto para os bebês que nascem antes de completar as 40 semanas de gestação quanto para aqueles que nascem a termo. Nesse sentido, a doação de leite materno contribui para a saúde de bebês. Só para se ter uma ideia, um pote de 300ml de leite materno pode alimentar até 10 recém-nascidos em um dia.

Entenda, neste blog, como funciona a doação de leite materno, quem pode doar e como ela deve ser feita. Quem explica o assunto é a supervisora de enfermagem Larissa Sena, da Maternidade Brasília.  

Como funciona a doação de leite materno?

Como bem sabemos, o leite materno é um alimento completo para a saúde do bebê nos primeiros seis meses de vida. Ele ajuda no desenvolvimento da criança, fortalece a imunidade do pequeno e é muito nutritivo. Mas quando, por algum motivo, esse leite não pode ser ofertado pela própria mãe, a doação de leite ajuda a salvar vidas.

Mamães que estejam com a saúde em dia, conforme explicaremos a seguir, e que não tomem nenhum medicamento prejudicial à amamentação podem se tornar doadoras. Assim, é só retirar o leite mesmo em casa e manter contato com nosso banco de leite para a doação. Na Maternidade Brasília, você conta com toda a orientação para realizar esse ato de amor.

Como a produção de leite aumenta com o esvaziamento das mamas, quanto mais a mulher retira o leite, mais leite terá, e o leite doado será ofertado aos recém-nascidos nas UTIs neonatais que não podem receber o leite da mãe.

Um pote de leite doado pode alimentar até 10 bebês por dia, ou seja, toda quantidade de leite doada é muito bem-vinda e pode ajudar na promoção da saúde de muitos recém-nascidos.

Quem pode doar leite materno?

Para se tornar doadora, basta que a mulher que amamenta esteja saudável e não faça uso de medicamentos que possam prejudicar o aleitamento, embora O leite materno doado sempre passe por um processo de análise rigoroso antes de ser ofertado ao bebê.

Quem não pode doar leite materno?

Em alguns casos, no entanto, algumas mulheres não poderão se tornar doadoras. Veja em quais situações isso pode acontecer:  ​

  • quando ela estiver doente;

  • se usar medicamentos proibidos durante a amamentação;

  • em casos de a mulher estar infectada com vírus HIV ou outros vírus de doenças graves;

  • em caso de consumir bebidas alcoólicas ou drogas;

  • depois de passar por quadros de vômito ou diarreia.

 Como é feita a coleta do leite das mamas?

Conforme explica a enfermeira Larissa Sena, estes são os passos para fazer a coleta do leite: ​

  • escolha um frasco de vidro com tampa plástica, como os de café solúvel ou maionese, por exemplo;

  • retire o rótulo e o papelão que fica sob a tampa e lave-o com água e sabão, enxaguando bem;

  • em seguida, coloque em uma panela o vidro e a tampa e cubra com água, deixando ferver por 15 minutos (conte o tempo a partir do início da fervura);

  • escorra a água da panela e coloque o frasco e a tampa para secar de boca para baixo em um pano limpo;

  • deixe escorrer a água do frasco e da tampa; não enxugue;

  • você poderá usá-lo quando estiver seco.

O leite deve ser retirado depois que o bebê mamar ou quando as mamas estiverem muito cheias. Para retirar o leite, é importante seguir algumas recomendações que fazem parte da garantia de qualidade do leite humano distribuído aos bebês hospitalizados:

  • escolha um lugar limpo, tranquilo e longe de animais;
  • prenda e cubra os cabelos com uma touca ou lenço;
  • evite conversar durante a retirada do leite ou utilize uma máscara ou fralda para cobrir o nariz e a boca;
  • lave as mãos e os antebraços com água e sabão e seque-os em uma toalha limpa;
  • massageie as mamas com as mãos espalmadas, começando na aréola (parte escura da mama); de forma circular, abranja toda a mama. O ideal é que o leite seja retirado de forma manual;
  • primeiro, coloque os dedos polegar e indicador na borda da aréola;
  •  firme os dedos e empurre-os para trás na direção do corpo;
  • comprima suavemente um dedo contra o outro, repetindo esse movimento várias vezes até o leite começar a sair;
  • despreze as primeiras gotas e inicie a coleta no frasco.

“Nosso banco de leite humano tem entre seus objetivos promover, proteger e apoiar o aleitamento materno. Nesse sentido, desenvolvemos um trabalho para auxiliar as mulheres mães no período da amamentação que conta com profissionais qualificados para também orientar sobre a saúde da criança", explica a especialista.

Como guardar e conservar o leite coletado?

O leite materno retirado deve ser guardado em ambiente refrigerado como freezer ou congelador por, no máximo, 10 dias. Durante esse período, a doadora deve entrar em contato com o banco de leite para entregar a doação.

Banco de Leite da Maternidade Brasília

Nosso banco de leite oferece apoio às mulheres e fornece orientação sobre amamentação. Nossos profissionais também disponibilizam atendimento por telefone, com hora marcada. Assim, as mamães podem tirar dúvidas e solucionar questões relacionadas com a amamentação e também saber como doar o leite materno.

Caso tenham interesse, as mamães que já estão amamentando e têm leite de sobra podem fazer a doação em nosso banco de leite. Com todo o conforto, informamos o procedimento e enviamos um profissional para buscar os potinhos com leite na residência da doadora.

Todo leite que recebemos de doação é submetido a um processo de pasteurização e é utilizado na amamentação de bebês prematuros internados em nosso Centro de Terapia Intensiva Neonatal.

As mamães que precisarem de auxílio com a ordenha manual ou o armazenamento do leite ou queiram tirar dúvidas sobre a pega correta, podem agendar o teleatendimento no banco de leite pelo telefone (61) 2196-5318.​

Veja mais