Logon
Pacientes e Visitantes

Serviço

Banco de Leite

Conheça o serviço Padrão Ouro da Maternidade Brasília

​​A Maternidade Brasília possui um moderno Banco de Leite, cujo objetivo é dar apoio a mães e bebes no aleitamento materno e atender aos bebês recém-nascidos com leite humano, que precisam de acompanhamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e cujas mães não conseguem fornecer leite nas quantidades necessárias.​​

O Banco de Leite possui certificado Padrão Ouro pela Rede Brasileira de Banco de Leite, e são avaliados, anualmente, o treinamento da equipe, espaço físico, equipamentos obrigatórios e fluxo de processos. Dispomos de grupo de apoio à amamentação disponível 24 horas por dia, com uma equipe multidisciplinar especializada na orientação às mães.

Para doar para o Banco de Leite da Maternidade Brasília, a mãe e o bebê precisam estar saudáveis. As interessadas devem ligar para o número (61) 2196-5318. A equipe do Banco de Leite faz a coleta na residência da doadora.​

amamentar.JPG  _MG_5217.jpg

Teleatendimento

O incentivo ao aleitamento materno não pode parar e foi pensando em cada mãe e recém-nasci​do que precisam do Banco de Leite que criamos o teleatendimento, respeitando assim o distanciamento social e zelando pela segurança e saúde dos funcionários, pacientes e familiares.

Com o atendimento virtual, é possível receber orientações diversas, como apoio e auxílio na amamentação, ordenha manual, massagem das mamas, pega e posicionamento e doação de leite materno. A equipe multidisciplinar está pronta para auxiliar e tirar todas as dúvidas.

​​Contato e agendamento: (6​1) 2196-5​318​

​Saiba mais sobre aleitamento materno

​​​​​​Leite materno - o alimento ideal para o bebê

Não há dúvidas: o leite materno é o alimento mais completo que o recém-nascido pode receber nos primeiros 2 anos de vida e o único de que ele precisa até completar seis meses. A partir dos seis meses, a amamentação deve ser complementada com outros alimentos saudáveis. Além de ter muitas vitaminas, nutrientes e compostos essenciais para o desenvolvimento, o leite materno tem fatores de proteção à saúde do bebê que podem perdurar durante toda a vida, prevenindo doenças como infecções respiratórias e gastrintestinais, afastar a anemia e garantir que o sistema imunológico amadureça de forma adequada.​

​​​​​​Vantagens da amamentação para mamãe e bebê

Dentre muitos benefícios da amamentação podemos citar:​

  • A proteção a saúde do bebê e da mãe que amamenta;
  • Como vai direto do peito para a boca do recém-nascido, o leite materno não fica exposto a contaminações do ambiente, além de estar sempre na temperatura ideal;
  • Já está pronto, o que poupa tempo, gasto e risco de contaminação com a preparação de outros alimentos;
  • O movimento de sucção ajuda a fortalecer a musculatura facial, importante para o aprendizado da mastigação e, posteriormente, da fala;
  • O aleitamento ajuda ao retorno do peso anterior da gravidez;
  • ​O útero tem uma recuperação melhor no pós-parto, diminuindo o risco de a mãe sofrer hemorragia e anemia nos dias que seguem o nascimento.

​​​​​​Dicas para uma boa amamentação

A amamentação deve ser sobre livre demanda, guiada pela fome do bebê. Com o tempo, ele faz o seu horário. Sugerimos alguns detalhes para que este momento, tão esperado pelas mães, seja conduzido da melhor maneira possível, tanto para ela quanto para o bebê. Veja abaixo algumas dicas:

  • É bom escolher um ambiente calmo, sem muito barulho e aconchegante;
  • Assim que o bebê fizer a pega e começar a mamar, a mãe deve relaxar e aproveitar o momento ao máximo, fortalecendo a conexão entre mãe e filho;
  • Sempre que possível, a mãe deve estimular o bebê com toques, carinho, conversa e até mesmo canções. Além de ajudar ambos a relaxarem, essa troca de interação também estimula a percepção do bebê em relação ao ambiente em que ele está;
  • Para o máximo de conforto, é recomendado que a mãe apoie os pés e as costas em uma superfície macia, como uma almofada ou travesseiro, sempre que for amamentar;
  • É comum que o bebê adormeça durante a amamentação, seja por já estar saciado ou por sonolência. Caso a mãe sinta que ele ainda não mamou o suficiente, ela deve acordá-lo para completar a amamentação. Para isso, ela pode conversar com ele, trocá-lo de posição ou trocar a fralda;
  • Quando for preciso tirar o bebê do peito, para que ele solte o mamilo sem machucá-lo, a mãe pode colocar o dedo mínimo no canto da boca do bebê, entre as gengivas;
  • A mãe deve observar se a mama foi completamente esvaziada antes de mudar a posição do bebê e oferecer a outra, caso necessário. É normal que o bebê faça algumas pausas para descansar;
  • O bebê que está saciado apresenta comportamento ativo durante o dia, urina ao menos seis vezes e tem ganho de peso.​​

​Conheça a nossa Cartilha de Amamentação

​​Cartilha Amamentação​​​